O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player

Urubus que espreitam nos escutem: aqui estamos e reparem pois poderíamos não estar, e dessa forma...tudo seria diferente!

HAI-KAOS (2000)

voltar

Sinopse

No novo milênio os Deuses procriam a "beleza". Demônios haitchs, publicidade discutem a necessidade de destruição daquilo que é "BELO"

Ficha técnica

Texto: Manoel Mesquita Jr.

Direção: Cleiton Pereira 

Elenco: Manoel Mesquita Jr., Jú Penteado, Cleiton Pereira, Flávia Paiva

Co Direção: Manoel Mesquita Jr.

Cenário: Cleiton Pereira

Iluminação: Tomate Saraiva

Figurinos: Jú Penteado

Cenotécnica: Analú Gonçalves e Silvio de Souza

 

Sobre

A palavra concessão fez muito sentido neste trabalho. Literalmente foi um caos. O espetáculo não funcionou. Tentamos dizer algo que não nos pertencia. E fizemos concessões para uma estréia exigida pela Secretaria de Cultura naquele momento, mas que gerou um trabalho sem identidade. O processo foi penoso e doloroso, mas isto fortaleceu os Contadores como nunca. Gerou um sentimento de recusa que percorreria o grupo daí para frente. E gerou amigos para toda a vida.

Ainda não existem vídeos relacionados a esse espetáculo.

        Chamamos nosso teatro de “Celebração”. Em algum momento na construção de nosso grupo percebemos nas manifestações populares, nas rezadeiras, nas celebrações religiosas, nas manifestações religiosas, nos terreiros, nas danças orientais, um fenômeno que nos tocava...

Logotipo Julio Alves